Tailândia: um roteiro de experiências pra quem busca luxo e romance

  • 13 de julho de 2020
Tailândia: um roteiro de experiências pra quem busca luxo e romance


Por @nosdoisnomundo

A Tailândia não estava no topo da nossa lista de prioridades no mundo. Entrou depois que começamos a pesquisar um destino para 2020: a ideia era buscar um lugar mais exótico e que reunisse uma boa hotelaria, cultura e praias paradisíacas. Com essas especificações, não teve outra. Era o país certo para as nossas férias!

Bamboo Beach
Bamboo Beach

A Tailândia é um país fascinante, que conquista não só pela beleza, mas também pela tradição e espiritualidade. Localizada no Sudeste Asiático, é conhecida pelas praias tropicais, pelos templos suntuosos e ornamentados com figuras de Buda, por suas ruínas antigas e por suas cores vibrantes e aromas inebriantes.

Um dos muitos templos em Bangkok
Um dos muitos templos em Bangkok

Logo que começamos a organizar e a definir o roteiro, nos deparamos com uma dificuldade imensa: havia infinitas possibilidades de combinações de bases e muita coisa pra conhecer em um tempo curto.

Tínhamos apenas duas semanas e uma vontade enorme de explorar o país. Foi de longe a viagem mais trabalhosa que já planejamos e, no final, tivemos a certeza de ter feito um roteiro perfeito pra nós e pra quem busca, como a gente, hospedagens especiais, experiências extraordinárias, charme e conforto.

COMO CHEGAR

Há muitas maneiras de se chegar à Tailândia. Escolhemos ir com a Qatar Airways, via Doha. Um voo de 15h até lá desde Guarulhos, e depois mais 6h de Doha até Bangkok. Outras opções que eu recomendaria seriam de Emirates, via Dubai, e também com a Ethiopian Airlines via Addis Ababa (um amigo foi nesse e disse que é ótimo). A Air China tem feito ótimas promoções, mas é um voo que dá a volta ao mundo pra chegar lá, rs - eu não encararia.

O jet lag nunca havia nos afetado em uma viagem, mas pela primeira vez, isso aconteceu. Chegamos em Bangkok mortos, mas ansiosos pelo que vinha à frente (tenham isso em mente ao definir o número de dias, até porque só o deslocamento demora no total umas 48h).

O ROTEIRO QUE FIZEMOS

A gente geralmente não curte fazer roteiros muito picadinhos, com várias bases e poucos dias em cada lugar. Mas, pra ter um apanhado geral dos principais pontos da Tailândia, foi preciso dividir bastante as estadas entre as 14 noites que tínhamos.

Relaciono abaixo todos os detalhes logísticos, pra facilitar a vida! Fizemos quase todos os trajetos em transfers privativos. Ressalto que existem opções mais econômicas, mas nesse caso são compartilhados, como ferries ou lanchas rápidas para umas 20 pessoas.

Optamos por fazer dessa maneira para fugir de aglomerações (em tempos de coronavírus) e também para nos economizar tempo. Os preços relacionados abaixo são para o casal (para referência: 1.000 bath = +-USD 32 dólares em julho de 2020).

Chegada no hotel Soneva Kiri no avião do próprio hotel
Chegada no hotel Soneva Kiri no avião do próprio hotel

2 noites em Bangkok, no hotel The Siam

Utilizamos o serviço de fast track de aeroporto e imigração (3.000 baths) + chofer até o hotel, tudo organizado pelo The Siam (3.840 baths). Esse serviço foi excelente: um funcionário nos buscou diretamente na saída da aeronave e nos escoltou por todo o aeroporto, inclusive pegando nossas malas e nos guiando pela imigração (cortando filas), até chegarmos ao carro que nos leva ao hotel.

* Considerem ficar mais uma ou duas noites em Bangkok. Primeiro porque demora a se ambientar com o fuso e voltar a se sentir “normal”. Segundo porque tem muito mais pra ver do que foi possível nos poucos dias que ficamos. Não recomendo chegar em Bangkok e pegar outro voo direto, pois seria muito cansativo. Foi ótimo termos feito a cidade como nossa primeira parada e terminar a viagem na tranquilidade das praias. Essa dica é preciosa, confiem!

Leia o post completo da nossa estada em Bangkok aqui.

Entardecer na piscina do hotel The Siam
Entardecer na piscina do hotel The Siam

2 noites em Chiang Mai, no hotel Four Seasons

- Voo Bangkok-Chiang Mai com a Thai Airways WE168, 7:00-08:15 (compramos por 1.150 baths)

- Pick up no aeroporto com motorista do Four Seasons (2.800 baths)

* Considerem incluir aqui também Chiang Rai com hospedagem no Four Seasons Tented Camp para uma experiência mais completa no norte da Tailândia, com visita aos templos mais lindos como o White Temple e o Blue Temple. Infelizmente, não coube no nosso tempo de férias e orçamento. Nesse caso, cheguem pelo aeroporto de Chiang Rai (transfer aeroporto-hotel por 5.500 baths); façam o deslocamento entre hotéis com o próprio transfer do Four Seasons (9.300 baths; +- 5h de carro) e saiam pelo aeroporto de Chiang Mai.

Um dos grandes erros que pessoas que querem conjugar os dois destinos cometem é chegar e sair pelo mesmo aeroporto. Como o trajeto entre uma localidade e outra é longo, perde-se muito tempo nos deslocamentos. Com essa opção que informei, você vai economizar bastante na estrada.

Leia o post completo da nossa estada em Chiang Mai aqui.

O cenário idílico do hotel Four Seasons Chiang Mai
O cenário idílico do hotel Four Seasons Chiang Mai

2 noites em Phi Phi, no Zeavola hotel

- Voo Chiang Mai-Krabi com a AirAsia 3072, 9:00-11:00 (8.900 baths)

- Pick up no aeroporto de Krabi + lancha rápida privativa de 45 minutos organizados com a @voatur e chegada diretamente na praia do Zeavola Hotel (10.500 baths)

* Esse hotel ficava em uma praia mais isolada de Phi Phi, longe do burburinho. Se, por um lado, isso era exatamente o que queríamos, não temos condições de dizer nossa opinião sobre a ilha de modo geral, pois não tivemos tempo para explora-la com calma.

Leia o post completo da nossa estada em Phi Phi aqui.

O azul mais azul que vimos na Tailândia na praia do Zeavola Hotel
O azul mais azul que vimos na Tailândia na praia do Zeavola Hotel

2 noites em Railay Beach, no Rayavadee hotel

- Transfer praia a praia de lancha rápida privativa entre o Zeavola Hotel e o Rayavadee organizado pela @voatur (10.000 baths).

* Considerem ficar mais noites em Railay Beach, especialmente se for nesse hotel. Daqui partem vários passeios importantes e as praias e paisagens são sensacionais!

Leia o post completo da nossa estada em Railay Beach aqui.

Paisagem deslumbrante do Rayavadee Hotel
Paisagem deslumbrante do Rayavadee Hotel

3 noites em Ko Yao Noi, no 9 Hornbills hotel

- Transfer praia a praia de lancha rápida privativa entre o Rayavadee Hotel e o 9 Hornbills organizado pelo @voatur (10.000 baths).

Leia o post completo da nossa estada em Ko Yao Noi aqui.

Vista do quarto do 9 Hornbills para a baía de Phra Nang Beach
Vista do quarto do 9 Hornbills para a baía de Phra Nang Beach

3 noites em Koh Kood, no hotel Soneva Kiri

- Transfer 9 Hornbills-Aeroporto de Phuket organizado pelo hotel em lancha rápida compartilhada (5.000 baths)

- Voo Phuket-Bangkok com a Thai Airways TG 204, 10:55-12:25 (2.500 baths)

- Voo Bangkok-Koh Mai Si (aeroporto da ilha do Soneva Kiri) - 1h15min minutos (USD 1.300,00)

Leia o post completo da nossa estada emKoh Kood aqui.

Experiência acima das árvore no Soneva Kiri
Experiência acima das árvore no Soneva Kiri

Foi uma das viagens mais incríveis que já fizemos, apesar de toda a dificuldade que foi viajar no início da epidemia do coronavírus.

Existem diversas maneiras de fazer um roteiro pela Tailândia - do mochilão ao luxo -, mas temos certeza de ter escolhido o que tinha de melhor em termos de hotelaria no país. Infelizmente, muita coisa teve que ficar de fora, pelo pouco tempo que tínhamos, e chegamos à conclusão de que teremos que voltar ainda algumas vezes pra viver tudo que o país tem a proporcionar.

Os detalhes de cada destino você encontra ao clicar abaixo:





Sobre o Autor

Fernanda e Daniel

Fernanda e Daniel: "um casal comum, com anseio de viver experiências extraordinárias". Eles dividem suas viagens no @nosdoisnomundo, onde promovem destinos especiais, seja a dois ou em família.

Veja Também